Desabafo

joaodedeus

Este post é só um desabafo… Bem sei que a culpa não é só dele, a equipa não é muito talentosa e o planeamento da época é qualquer coisa de absurdo. Mas ele é mau demais. Duvido que os próprios jogadores não percebam isso… Só quem manda é que ainda não viu isso.

Alan Ruiz, que posição?

alan-ruiz-1

Jesus, na última entrevista que deu, afirmou que o Alan Ruiz, um dos reforços mais caros da história do Sporting, era ou primeiro ou segundo avançado, nada mais que isto. Contudo, não sei se concordo com esta afirmação do treinador leonino.

No clássico contra o Porto a vitória dos comandos de Jorge Jesus muito se deveu a uma alteração tática esquematizada pelo treinador sportinguista, trocando Bryan Ruiz e Bruno César de posição. O costa-riquenho estava a jogar na dupla atacante mas a equipa não estava a carburar como era pretendido. Isso deveu-se principalmente, na minha opinião, a uma menor velocidade de execução de Bryan Ruiz. Jesus percebeu isso e colocou lá Bruno César, ums dos mais rápidos a executar e apesar de não tomar decisões tão boas como Bryan foi capaz de tomar boas decisões e a uma velocidade muito mais elevada que o Bryan. E a chave da vitória esteve, na minha opinião, nessa mudança.

bruno_cesar_fotodiario

Algo semelhante se passa com o reforço argentino. Alan é bastante criativo e encontra soluções muito interessantes mas, pelo menos por agora, jogando como segundo avançado é tudo demasiado rápido para ele. Isso é em parte fruto de vir do futebol argentino, onde há tempo para tudo, mas também com o perfil do jogador. Isso pode vir a mudar no futuro, mas pelo menos por enquanto penso que Alan beneficiaria se jogasse mais descaído numa das alas. Em tempos cheguei inclusive a achar que estava aqui o substituto do João Mário, entretanto vendido ao Inter de Milão.

E vocês, o que acham? Concordam com o treinador sportinguista? Onde encaixa melhor Alan Ruiz no modelo de Jesus? E se não fosse no modelo de Jesus qual seria para vocês a melhor posição para o argentino?

Scouting – Jorge Carrascal

carrascal

  • Nome: Jorge Carrascal
  • Idade: 18 anos
  • Nacionalidade: Colombia
  • Posição: Extremo direito, Médio ofensivo
  • Clube: Sevilla
  • Pé Preferencial: Direito
  • Altura: 1,70 m
  • Valor de Mercado (TM): 600 mil €

O Sevilla nos últimos tempos tem descoberto alguns bons talentos, muitos dos quais a descoberta é atribuída ao bom trabalho de Monchi, director desportivo do clube andaluz. Jorge Carrascal parece ser mais um deles.

Carrascal é um jovem colombiano de 18 anos que se transferiu dos Milionários da Colombia para a Andaluzia, onde tem actuado ao serviço do Sevilla Atletico, equipa B do Sevilla que este ano milita na La Liga 2. Esta transferência custou aos cofres sevilhanos cerca de 900 mil euros. Carrascal veio para a peninsula ibérica com boas referências e espera evoluir substancialmente e ser aposta no tricampeão da Liga Europa, agora sob o comando do fantástico Sampaoli.

O jovem colombiano destaca-se pela sua qualidade técnica e capacidade de drible. Não tem medo de arriscar a finta, de partir para cima do defesa, intimidando-o. Capaz de se desenvencilhar em espaços muito curtos, Carrascal chega por vezes a humilhar os adversários com os seus dribles. Também o seu perfil de decisão me parece interessante, sendo capaz de se associar bem com os colegas de equipa, em tabelas por exemplo, e de tomar boas opções, sendo criativo na forma como encontra algumas das opções que toma.

Ainda preciso de perceber melhor como é a sua reacção à perda de bola, capacidade de pressão e posicionamento defensivo, mas apresenta-se aqui um bom projecto de jogador. Estarei atento à sua evolução.

Adrien? Quem?

riccardo-saponara-1

Bruno, ele está a pedir que olhes para ele para o lugar do Adrien. Ele diz ainda que ofensivamente seria como do dia para a noite. E que defensivamente ele é dos que quer aprender ali com o mestre que tens no banco. Não sabes que é? Saponara. Memoriza o nome. Rapidamente esqueces o outro.

Slimani, Adrien, Semedo e Gelson

sportingcpvcskamoscowuefachampionsleagueqrvuvu-cnmzx

Numa altura em que se fala da venda de Slimani e Adrien por cerca de 30 milhões de euros cada um, Gelson tem uma tremenda influencia no clássico disputado e mostra que a linha de montagem de Jorge Jesus continua activa e não termina com os dois leões que estão agora de saída.

Incrível como o treinador leonino consegue ensinar jogadores com pouco conhecimento do jogo, principalmente em domínios defensivos, e transformá-los, potencia-los e torna-los jogadores cobiçados pela Europa fora. Adrien e Slimani devem muito a Jorge Jesus por serem os jogadores que são hoje.

Rubén Semedo e Gelson Martins são os próximos a seguirem-lhes as pisadas e aproveitarem os ensinamentos do génio por vezes incompreendido que é Jorge Jesus

Scouting – Tom Baack

Este post inicialmente esteve para ser sobre Pedro Rodrigues do Benfica. Porém, como acho que o Pedro está já num patamar em que a maior parte das pessoas que liga minimamente ao futebol jovem já o conhece. Assim sendo, decidi trazer-vos hoje um jogador para a mesma posição, mas bastante menos conhecido. Falo do alemão Tom Baack.

479785278-tom-baack-poses-during-the-team-presentation-gettyimages

  • Nome: Tom Baack
  • Idade: 17 anos
  • Nacionalidade: Alemanha
  • Posição: Defesa Central, Médio Defensivo
  • Clube: Bochum
  • Pé Preferencial: Direito
  • Altura: 1,80 m
  • Valor de Mercado (TM): –

Tom Baack é um médio defensivo ou central de 17 anos com potencial para ser dos melhores do mundo em ambas as posições, principalmente devido ao seu contributo na fase de construção da equipa.

Como já devem ter reparado por esta altura, defendo sempre que os defesas são os primeiros elementos do ataque. É na retaguarda que se começam a desenhar as jogadas que levarão a equipa ao golo. Daí que prefira sempre Williams, Hummels, Bonuccis etc. É óbvio que a componente defensiva é extremamente importante, têm de compreender os mecanismos defensivos, ler bem o jogo, saber antecipar-se, etc. Mas sou incapaz de achar que um central ou um médio defensivo não precisem de saber construir. Esse tempo já foi, já passou. No futebol moderno toda a gente faz parte do processo de construção, até mesmo o guarda-redes. Os alemães perceberam isso e hoje em dia o seu jogo assenta portanto em jogadores com qualidade técnica, visão de jogo e até criatividade que lhes permita poderem ter modelos de posse, de domínio do adversário, até mesmo de sufoco do adversário. Tom Baack é um desses jogadores.

Baack

Baack é então um jovem formado nas escolas do Bochum, um central ou médio defensivo moderno, com bastante capacidade técnica que lhe permite ser a primeira fase de construção da equipa, fazendo uso da sua enorme capacidade de passe. Velocidade mental e inteligência incríveis. um entrave para se fixar no centro da defesa será a sua altura (1,80m), já que muitos treinadores não vêm espaço no centro da defesa para um elemento da sua estatura, sendo que acredito que a melhor posição para ele será mesmo a de médio defensivo, nº6.

Deixo aqui um pequeno vídeo feito pelo Football Huntig que sugiro vivamente que sigam, já que é um projecto fantástico.

baack vs spain u17 from Football Hunting Reserve on Vimeo.

PS: Outros centrais fantásticos com aproximadamente a mesma idade são Reece Oxford e Rodrigo Vaza, fiquem atentos!