Bétis – Olympiakos : À equipa de Setién só falta mesmo o último passe!

Djwoy9tXsAAsrRI.jpg

Após uma campanha fantástica na liga espanhola na época passada, Setién apresenta o seu Bétis à Europa naquela que pode ser considerada a segunda liga europeia: a Liga Europa. Apesar de ser uma competição menor que a Champions, a Liga Europa consegue sempre ser uma montra para algumas equipas onde, enfrentando adversários de diferentes níveis podem expor o seu jogo e ganhar mediatismo. E é isso que Setién tem feito nesta Liga Europa com o seu Bétis: Expor ao mundo a sua forma de jogar e as vantagens a ela inerentes.

Nesta edição da Liga Europa, o Bétis ficou colocado num grupo com o Olympiakos, o Milan em reconstrução e o Dudelange, a surpreendente equipa luxemburguesa que também não tem medo de expor a sua forma de jogar, mesmo nestes palcos maiores. E até agora a campanha sevilhista dificilmente podia estar a correr melhor: Já apurados e com uma vitória por 3-2 em pleno San Siro. Uma confirmação do excelente trabalho realizado pelo Bétis.

Nesta última semana o adversário foi o Olympiakos de Pedro Martins. Adversário com o qual tinham empatado na primeira jornada do grupo em casa dos gregos. Sabendo que uma vitória colocava os espanhóis apurados, os comandos de Quiqué Setién fizeram o que fazem sempre, isto é, praticar o seu futebol dominador, controlando a posse da bola e tentando desmontar a defensiva contrária, aplicando um jogo posicional e tentando criar superioridades face à última linha defensiva adversária. Para isso, Setién apostou num 3x5x2, sistema mais comum esta época, com a largura garantida por Tello na direita e Junior Firpo na esquerda; uma linha de 3 defesas com Bartra no meio de Mandy e Sidnei; o meio-campo composto pelos excelentes William Carvalho, Lo Celso e Canales e uma frente de ataque composta por dois homens, o experiente Sergi León e o mais imberbe Sanabria.

DtQzAJ8XcAMTWwM.jpg

Do outro lado esta o Olympiakos, comandado pelo nosso familiar Pedro Martins, que alinhou num 4x3x3, apostando sempre num jogo directo para as costas dos centrais espanhois onde aparecia Fourtunis, partindo da posição mais adiantada do tridente ofensivo. E apesar de conseguir criar alguns desiquilíbrios na linha defensiva andaluz, devido ao carácter de marcação individual típica das equipas de Setién, poucas jogadas verdadeiramente perigosas foram protagonizadas pelos gregos, nunca conseguindo ter o controlo do jogo e parecendo sempre muito inferiores aos seus adversários. Em fase defensiva, a equipa de Pedro Martins apresentava-se numa espécie de 4x3x2x1 que se revelou muito ineficaz na pressão da construção do Bétis, já que estes conseguiam facilmente entrar nas costas de Fortounis, onde William conseguia receber com bastante espaço.

Mas vamos então olhar para a construção de jogo do Bétis. Como sabemos o Bétis apresenta uma linha de 3 durante a construção de jogo, mas esta não é uma linha horizontal. Bartra apresenta uma leitura de jogo assinalável e realiza movimentos que originam uma ocupação de várias linhas no espaço, permitindo uma progressão mais fácil.

ojX54fR.jpg

Quando a bola se encontra em zonas mais baixas do terreno, Joel Robles, guarda-redes contratado ao Everton a custo zero e que se tem apresentado a bom nível na Liga Europa, é solicitado a intervir. Assim, forma-se um losango entre o guarda-redes, no vértice mais recuado, Mandi e Sidnei ocupando uma segunda liga e colocando-se naquilo que são os vértices laterais do losango e Bartra numa linha mais adiantada. Assim, qualquer um dos jogadores possui 3 linhas de passes possíveis, uma para cada lado e uma em frente, originando uma circulação mais segura e permitindo facilmente realizar o bypass da fraca pressão exercida pelo Olympiakos.

H07NBX3.jpg

Porém, em zonas mais avançados do terreno, Bartra movimenta-se de forma a ser o vértice inferior do losango, ficando William Carvalho como vértice mais adiantado. Bartra fica assim, em organização ofensiva, como uma espécie de líbero, isto é, um último defensor, capaz de cobrir qualquer investida durante uma transição ofensiva rápida do adversário. Para isto contribuem também as suas qualidades físicas, já que é um central bastante ágil e rápido, podendo acompanhar alguns atacantes. Isto também confere maior liberdade para Mandi e Sidnei progredirem com bola, já que sabem que têm alguém a cobrir o espaço entre a bola e a baliza em caso de perda e que não são o último homem. Esta maior liberdade para Mandi e Sidnei é essencial, já que eles avançam bastante com bola de modo a atrair a pressão adversária e poderem soltar em William Carvalho para que este receba em melhores condições.

Uma vez entrando em William Carvalho, o internacional português teve muitas facilidades em colcoar em Lo Celso e Canales, que se colocavam atrás da linha média grega e facilmente combinavam e enquadravam. Quando enquadrados, os dois interiores do Bétis poderiam colocar no avançado em ruptura, nos alas, de modo a bascular a linha para depois poderem receber novamente com espaço e já em posição de remate, ou podiam eles mesmos tentar o remate. É, aliás, assim que nasce o golo que deu a vitória ao Bétis, com um grande remate de Canales depois de combinar com Lo Celso e Sanabria para ficar enquadrado só com a linha defensiva pela frente. Importa notar que Sanabria e León realizavam movimentos para atacar a profundidade, importantes para baixar a linha e arranjar mais espaço entre-linhas para Lo Celso e Canales.

Ficam de resto aqui alguns vídeos onde podemos ver os mecanismos ofensivos do Bétis em ação e como facilmente penetravam no bloco grego, que ofereceu muito pouca resistência, num jogo que ou os eliminava ou lhes permitia ficar em boa posição para se apurarem.

(Mais) Uma boa prestação do Bétis em noites europeias, algo que penso se tornará regular e que só engrandece o trabalho desenvolvido por Setién em Sevilha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s