Wengerball

wenger ball

Nos últimos tempos tanto se tem falado de Arsène Wenger, seja porque mais uma vez falhou o seu objetivo, seja porque a sua postura parece aborrecer os adeptos arsenalistas. Mas vamos focar nos na sua evolução como treinador, e com isso a mudança de perfil de jogador.

Há 20 anos no clube londrino, o treinador francês desde cedo implementou as suas ideias e revolucionou o futebol inglês, caracterizado pelo jogo muito vertical, de bola longa e agressivo. Sabendo disso, e sabendo do tipo de jogadores que se privilegia lá, tentou jogar o seu futebol(passe curto, tabelas, construção apoiada) com esse tipo de jogadores onde os atributos fisícos prevaleciam, apesar de existirem alguns com bons atributos técnicos, mas muito poucos com a qualidade na decisão que o jogo de posse pede.

Gilberto,Petit,Vieira para enumerar alguns,foram os centrocampistas de Arséne Wenger nos primeiros tempos do Arsenal e inclusive na famosa época dos Invincibles, onde os atributos físicos e a capacidade de conduzir a bola e rasgar as defesas britânicas tão mal organizadas eram visíveis e resultaram na perfeição, apesar de Vieira ter outra qualidade em relação aos colegas. Nas alas Petit,Ashley Cole,Lauren,Ljungberg,Ray Parlour foram alguns dos extremos e laterais que Wenger usou nos primeiros tempos no Arsenal, onde na frente de ataque jogavam Kanu,Henry,Anelka e Bergkamp entre outros. Ora deste conjunto de jogadores, muito atléticos, velozes,possantes, altos, muito bons nos duelos,só alguns deles possuiam as qualidades técnicas e de decisão que Wenger queria. Temos o exemplo de Bergkamp e Henry, mas também podemos dizer que Vieira e Pirès tinham esse tipo de perfil.

O tempo foi avançando, os jogadores foram mudando, mas do nada surgiu um menino espanhol que viria a mudar tudo. Este menino de nome Cesc Fabregàs, a cara da mudança que o futebol estava a sofrer, permitiu finalmente a Wenger mudar o estilo de jogador e construir a sua equipa á volta do espanhol. Desde aí entraram jogadores como Rosicky, Reyes,Cazorla, Wilshere, Ramsey, Alexis,Arteta,Chamakh,Carlos Vela e Arshavin na equipa do Arsenal.De jogadores que eram monstros físicos mas alguns com qualidade, para baixinhos e tecnicistas mas com uma qualidade e criatividade incrível. Obviamente que existiram e existem jogadores muito fortes fisicamente, como Giroud,Van Persie,Koscielny ou até jogadores que apesar de não serem fortes fisicamente eram relativamente altos, como é o caso de Ozil e mais recentemente Iwobi( os dois tem 1.80 m de altura), mas todos eles com alguma coisa de bom para dar á organização ofensiva de Wenger.

Ora nesta pequena e muito sumarizada recordação e viagem pelo Arsenal, reparamos que seja qual for o tipo de jogador, o futebol é o mesmo. Tabelas, apoios frontais, construção apoiada e muita criatividade individual e coletiva. Todos os jogadores que mencionei e muito mais que ficaram de fora, fizeram e fazem parte do excelente futebol do Arsenal e da evolução do futebol, que teve o seu espelho em Arsène Wenger. Só me resta agredecer.

Obrigado Lenda.

Gonçalo

Anúncios

10 Replies to “Wengerball”

  1. A dimensão técnica do futebol , a qualidade nas construção e as simples e fantásticas combinações no último terço fizeram me apaixonar em tenra idade por este tipo de futebol. Em arsene vi um exemplo de treinador e futebol colocou o futebol num patamar superior aos outros. Por tudo isso eh com tremenda tristeza que vejo este movimento anti Wenger. Não sou capaz de alinhar por esse diapasão e para eternamente grato. Obrigado Wenger

    Liked by 1 person

  2. A dimensão técnica do futebol, a qualidade nas construção e as simples e fantásticas combinações no último terço fizeram me apaixonar em tenra idade por este tipo de futebol. Em Arsene vi um exemplo de um treinador que me apaixonava. Por isso, e muito mais, é com tremenda tristeza que vejo este movimento Wenger Out. Para os mais novos é capaz de ser cool dizer que o Wernger não presta, ou que é isto ou aquilo para quem viveu o fenómeno Wenger como eu vivi torna-me incapaz de alinhar neste discurso de ódio e culpabilização. Par sempre eternamente grato, obrigado Wenger

    Liked by 1 person

  3. Bem, não sei se concordo muito com este post. Wenger sempre privilegiou jogadores criativos e tecnicistas. Henry, Bergkamp, Pires, Vieira etc. Todos eles cumprem estes requisitos.
    E também não sou cego. É verdade que Wenger fez um trabalho excepcional e mudou muito o futebol inglês. Mas há erros cometidos ano após ano. Algo que não pode acontecer. Organização e transição defensiva não são coisas onde Arsene seja bom. O tempo dele, pelo menos no arsenal, acabou, para mim. É preciso mudança.

    Liked by 1 person

    1. Sim sempre privilegiou, mas todos esses jogadores eram tambem muito atléticos. Sim tens razão, a parte defensiva é muito má, mas isso era para outro post completamente diferente. Neste, só quis sumarizar um pouco o perfil de jogadores dele e a evolução disso mesmo.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s