Uns com tanto e outros com tão pouco.

São estes, na minha opinião, os respectivos titulares e segundas opções para cada posição nos plantéis dos 3 grandes.

Olhando para a qualidade e quantidade dos mesmo facilmente se percebe que o Benfica é o que vai na frente. Muita quantidade e também alguma qualidade.Na mó de baixo vai claramente o Sporting, com pouca profundidade e jogadores em sub-rendimento. Posição por posição analisemos:
GR: Ederson.O melhor guarda-redes do campeonato, muita qualidade com os pés, muito bem a controlar a profundidade e bons reflexos. A  segunda opção caso ele se lesione é igualmente a melhor dos 3 grandes, um guarda redes com muita experiência e que ainda cumpre muito bem.

DD:Nélson Semedo. O melhor defesa direito do campeonato, muito veloz, muito bom no 1×1, tecnicamente bom, peca por vezes na tomada de decisão mas ainda assim cria muito para o Benfica. Sem bola tem ainda algumas dificuldades, controla mal a trajectória da bola quando ela vai no ar, por vezes não respeita a linha defensiva, é algumas vezes ultrapassado no 1×1, mas esperemos que melhor. A segunda opção é Layun, muito bom tecnicamente, inteligente nas suas acções e com qualidade no posicionamento defensivo.

DC: Lindelof. O melhor central do campeonato, qualidade exímia com bola, sabe conduzir, passa muito bem, tabela para progredir, mantém sobre pressão. Sem bola, é rapido no controlo da profundidade, sabe quando deve sair para ir fazer a contenção ou esperar até o momento chegar ou chegar cobertura, sabe dobrar os colegas e sabe os princípios numa defesa em linha. A segunda opção é Lisandro, apesar de não ser particularmente fantástico com bola, tem alguma técnica. Sem bola é um terror completo, demasiado agressivo, não respeita a linha, não sabe quando fazer contenção passiva.

DC:Coates. O melhor central do Sporting. Muito bom com bola, passa muito bem, conduz bem, bom sob pressão, faz passes verticais muito bons, uma mais valia na equipa de Jorge Jesus. Sem bola também é fortíssimo, pois apesar de fisicamente ser fantástico, sabe os princípios, respeita uma linha defensiva, sobe quando o contexto assim o pede, controla muito bem a profundidade, no geral tem muita qualidade.A segunda opção neste caso é Jardel, que apesar de não ser um grande central, cumpre muito bem.

DE: Grimaldo. O melhor defesa lateral do campeonato. Com bola é uma delícia. Tanto dribla quando precisa, como dá no apoio interior, como tabela e progride. Dos melhores que por cá passaram. Sem bola ainda tem que aprender mas já mostra qualidade também. A segunda opção passa por Layún também cujas qualidades já foram enumeradas.

MDC: William Carvalho. Um médio defensivo com muita qualidade. Com bola é excelente, faz passes verticais que rompem linhas adversárias, lateraliza quando assim se pede, vira o centro de jogo quando o contexto pede, no geral sabe muito nos momentos com bola. Sem bola apesar de ser um pouco lento, sabe posicionar-se minimamente e dar equilíbrio á sua equipa. A segunda opção é sem dúvida Rúben Neves. Qualidade para ser o melhor do nosso campeonato, muito bom tecnicamente(mais no passe longo), decide muito bem a maior parte das vezes, criativo q.b., sem bola sabe posicionar-se também, apesar de não ser um monstro fisicamente como é Danilo.

MC: Óliver. Criatividade que chega e sobra, qualidade técnica que nunca mais acaba, tomada de decisão do melhor que há, e ainda é muito ágil em espaços curtos. O melhor médio em Portugal, e um dos melhores do mundo, tem tudo o que se precisa para ser de topo. A segunda opção é João Carlos Teixeira. Apesar de não ter sido muito utilizado é um miúdo com grande potencial, com muito criatividade, tecnicamente muito bom e que decide muito bem.

MD:Corona. Muita qualidade no drible, muito bom a associar-se com os colegas, muito bem também em zonas interiores, excelente tecnicamente. A segunda opção é Carrillo, que apesar de não estar a render muito, tem qualidade para tal, excelente no 1×1, associa-se muito bem, grande técnica, decide bem, criativo q.b., mas esta época não tem resultado.

ME: Brahimi. Brilhante no 1×1, tecnicamente muito dotado, muito criativo, associa-se muito bem com os colegas e tomada de decisão também muito bom, apesar de algumas vezes, porque não tem apoios, exagerar no drible. A segunda opção é Zivkovic, que mesmo com 20 anos devia ser titular no Benfica, o que demonstra muito o seu talento. Muito bom em espaços curtos, grande drible curtos, ágil, decide relativamente bem e tem um pé esquerdo espetacular.

2 Avançado: Jonas. O melhor jogador da liga portuguesa. Com 32 anos tem qualidade que nunca mais acaba. Muito inteligente, muito bom tecnicamente, muito criativo e por cima disso tudo ainda finaliza e marca muitos golos. Que mais se podia pedir. A segunda opção é Rafa, onde imprime muita qualidade em espaços curtos pois é muito ágil e tem um grande poder de aceleração bem como na transição ofensiva onde é um perigo.

Ponta de Lança: Dost. O melhor ponta de lança no campeonato. Fatal no jogo aéreo, excelente nos apoios e a segurar a bola. Tecnicamente muito competente e tem mil e um movimentos para atacar as zonas de finalização. A segunda opção é Castaignos, que apesar de não ter jogado muito, sempre que jogou mostrou alguma qualidade nos apoios e um perfil de decisão bom para um ponta de lança.

O Benfica lidera em titulares, tal como nas opções para cada posição. Esta análise para referir que o plantel do Benfica é de longe o que tem mais opções e tivesse um melhor treinador e iam ser ainda melhores.

                                                                                                                                                         Gonçalo

Anúncios

7 Replies to “Uns com tanto e outros com tão pouco.”

  1. Concordo com quase tudo excepto ME e Ponta de Lança.

    ME: Entendo a opção por Carrillo mas Cervi é para mim o predilecto apesar de ainda ter muito que evoluir. É mais forte que o peruano no 1×1 e é também melhor em espaços curtos. Acho o Carrillo melhor na decisão, no entanto.

    Ponta de Lança: Castaignos?! Onde está o Mitroglou?! Compreendo a opção por Dost que é, para mim, uma bela surpresa. É francamente superior a Slimani e acho que apenas lhe falta estar inserido num colectivo melhor e ganhar mais entrosamento para ser ainda mais jogador. Entre ele e o Mitroglou, a diferença não é muita em termos de qualidade. Em relação ao Castaignos, vi muito pouco por isso não posso avaliá-lo com justiça.

    Cumps

    Gostar

    1. Obrigado pelo comentário. No caso do ME, escolhi o Carrillo porque acho que ele por agora tem mais qualidade que o Cervi e o Cervi não jogou muito a suplente. Quanto ao Castaignos, obviamente acho o Mitro melhor, mas as opções são os que são suplentes dos titulares, e dos 3 grandes o Castaignos é o melhor(Jiménez e Depoitre).

      Gostar

  2. Concordo com quase tudo menos com o Ederson e o Carrillo. Para mim o Rui Patrício é dos melhores do mundo tal como se viu este ano é por isso o melhor do nosso campeonato, apesar de achar que o Ederson tem muito potencial e de certeza que também vai chegar ao nível do Patrício. Quanto ao Carrillo acho o Cervi muito melhor porque o Carrillo é muito irregular e só joga bem não grandes jogos. Abraço!

    Liked by 1 person

    1. Eu acho o Rui muito bom, mas esta época nao tem estado ao seu melhor nível e tecnicamente não é o Ederson. Quanto ao Cervi, eu ecolhi o Carrillo por achar que é melhor que os outros suplentes dos 3 grandes que jogam na direita. Abração!

      Gostar

  3. Caro Gonçalo, concordo com algumas das suas opções, mas outras tenho as minhas reticencias, a meu ver o Porto devido ao numero mínimo de golos que tem sofrido pelo menos 1 dos centrais deveriam estar, retirando o Coates que apesar de estar a fazer uma excelente época o Marcano tem estado mais regular. No meio campo, Oliver é claramente uma terceira opção, pois tando Pizzi como Adrien tem provado ser muito mais fundamentais do que o próprio Oliver, para tal basta visualizar que antes da entrada de Brahimi no onze Oliver jogava era descaído para ME.
    A meu ver a principal discrepância é na opção de MD, admiro muito o argelino, no 1×1 é fenomenal, mas basta ver a época do Gelson Martins, o melhor jogador a meu ver do campeonato português, o suporte de salvação do Sporting e não nomear o mesmo em detrimento de alguém que 2/3 da época a nível de tempo de jogo tem estado fora.

    Liked by 1 person

    1. Cara João, eu escolhi o onze e os respetivos suplentes pela qualidade e não pelo seu rendimento. Para mim Coates é melhor que Marcano, Óliver melhor que Pizzi e Adrien e Brahimi(que devia estar era na posição de médio direito, erro meu na escrita do post) é melhor que Gelson. O rendimento isso já é outra história, e é normal que do mau momento de algumas equipas uns baixem o rendimento e outros elevem(caso de Coates e Gelson).

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s