Sistema de pressão de Klopp impede Guardiola de jogar

Como muitos dos leitores já devem saber ou ter reparado, muito do jogo do City recai na procura de situações em que Silva e De Bruyne apareçam livres nos chamados halfspaces.

halfspace
Source: Spielverlagerung.com

Guardiola vinha pedindo aos seus centrais que tentassem o passe vertical diretamente para eles assim que fosse criada a oportunidade, através da circulação de bola na fase de construção. Depois a partir daí o City tem procurado criar situações de 1×1 para os seus extremos ultrapassarem o opositor direto no drible.

Neste jogo em concreto, City tentou criar isso partindo de uma saída de bola a 3 com Zabaleta numa posição híbrida entre lateral-direito e central direito, projetando Kolarov um pouco mais.

saida-de-bola-a-3
Saída de bola a 3 por parte do City

Os comandos de Klopp tentaram, com sucesso, limitar então o acesso aos dois criativos de serviço da equipa de Guardiola.

Defendendo num 4-3-3 bastante estreito, os extremos dos reds cortavam a linha de passe direta entre o central e o interior do mesmo lado, impedindo assim o passe vertical para o halfspace. Na imagem acima podemos verificar isso mesmo, Zabaleta não consegue uma linha de passe segura para De Bruyne pelo que se vê obrigado a circular a bola.

esquema
City em fase de construção vs 4-3-3 Liverpool

 

O Manchester City via-se assim impedido de chegar aos halfspaces. Liverpool dava por vezes a oportunidade para que Fernandinho ou Yaya Touré recebessem, mas eram imediatamente pressionados pelos interiores dos reds, impedindo-os assim de enquadrar.

Estando estes caminhos fechados, o City, tentava bascular para criar espaço para jogar pelo meio, mas essa basculação era lenta e incapaz de desposicionar a equipa orientada pelo alemão.

Assim, invariavelmente, o City acabava por tentar construir através das alas onde Kolarov e Sterling davam largura. Entrando a bola na ala, tudo se tornava mais fácil para o Liverpool, que poderiam ser mais agressivos e conseguiam o desarme ou provocavam erros.

Para além das linhas de passe cortadas pelos extremos, os interiores do Liverpool tinham instruções parar marcar De Bruyne e Silva quase homem a homem, ficando então estes com vigilância contante.

Quando a bola entrava nesse médio, tanto Firmino como o interior pressionavam agressivamente para que este soltasse rápido a bola, ou para a ala onde era mais fácil defender, ou de novo para os centrais.

Um passe para trás para os centrais funcionava como gatilho para a pressão e o Liverpool conseguia assim subir metros no terreno, empurrando o City de novo para o seu meio-campo.

https://streamable.com/u1ha6

Quando um dos centrais do Manchester City tentava conduzir, os extremos do Liverpool baixavam, formando uma linha de 4 com os dois interiores. Isto permitia que o homem do City responsável pela largura estivesse devidamente protegido, evitando assim o perigo. Os interiores dos reds ficavam então agora responsáveis por cortar a linha de passe para os criativos dos citizens e Firmino pelo médio centro do lado da bola. Bloco baixo e compacto permitindo pouco espaço entre-linhas.

de-bruyne
De Bruyne completamente tapado, Sterling controlado por Lallana, Firmino controla Fernandinho
l_40
Manchester City passmap by @11tegen11

A imagem acima comprova o que disse anteriormente, pouca bola para Kevin De Bruyne e David Silva e muita bola para os alas e mesmo para os médios centros que eram incapazes de descobrir Silva e De Bruyne.

Encontrando-se a ganhar desde cedo depois de um golo marcado num contra-ataque, a equipa de Klopp impediu o Manchester City de fazer o seu jogo, concedendo assim poucas oportunidades. Uma boa estratégia tatica por parte do alemão, principalmente do ponto de vista defensivo. Ofensivamente criou perigo em alguns contra-ataques, conseguiu ganhar muitas segundas bolas depois de bater longo devido à boa ocupação do meio-campo, conseguindo manter a posse, ou pelo menos a bola, no meio-campo citizen e consequentemente longe da sua baliza. Conseguiu construir algumas boas jogadas partindo de trás mas não foi de todo uma prioridade.

Deixo aqui mais alguns lances onde se pode ver a boa pressão por parte do Liverpool impedindo o City de fazer o seu jogo.

https://streamable.com/9n4kc

https://streamable.com/a9zgj

https://streamable.com/cqpuu

Foi principalmente um bom jogo defensivamente do Liverpool em conjugação com falhas por parte do City na construção de jogo interior, levando o jogo sempre para os corredores onde se tornou mais fácil para os reds defenderem.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s