Napoli e Arsenal:o uso dos apoios frontais e o princípio do 3 homem

317633fd00000578-0-image-a-36_1456189056678

Como o Jorge no último post referiu, o Napoli de Maurizio Sarri é a melhor equipa em organização ofensiva e a que mais prazer dá a ver jogar. Seja pelos mecanismos que usa para sair da pressão, seja pela qualidade dos posicionamentos, seja pela facilidade com que cria o engondo nos adversários para pressionar e para momentaneamente sair da contenção passiva para ir pressionar e deixar espaço, é no seu todo uma equipa brilhante.
Porém é por outra coisa que este Nápoles me apaixona tanto, o seu jogo entre-linhas e os movimentos para estimular isso mesmo. É porventura a equipa que mais fomenta e estimula o jogo entre-linhas que eu conheço no futebol, e o princípio do 3 homem.

Neste clip(https://streamable.com/af2sb)dá para perceber isso mesmo,com a circulação de bola e com pequenas desmarcações em apoio(Insigne a baixar e a atrair um jogador consigo) que os jogadores fizeram,e com um passe , Hamsik por pouco não fica isolado na cara do guarda redes(má receção de bola).

O mesmo se passa em alguns destes lances(https://streamable.com/48d8o).Ora isto tudo só é possível com paciência na circulação, com criatividade coletiva para arranjar espaços e haver quase telepatia entre colegas, com apoios próximos e constantes ao redor do portador da bola, e depois com a obsessão que os jogadores têm e que o treinador lhes incutiu ,em esperar pelo momento certo para fazer o passe vertical(ou muitas vezes até diagonal, de central para extremo do lado oposto) para a bola entrar entre setores adversários.
Com o que referi, consegue-se quebrar blocos muito compactos, com pouco espaço entre as suas linhas.

Mais dois exemplos disso mesmo(https://streamable.com/lipu1),(https://streamable.com/nqq2b) que com 3rd man run´s a equipa do Arsenal de 2003/2004 quebrou blocos defensivos razoavelmente compactos. Este clip(https://streamable.com/n09em), mostra a importância que o princípo do 3 homem e as tabelas têm para penetrar no bloco defensivo adversário.

Eu partilho da obsessão do Napoli pelo jogo entre-linhas.Para mim é o melhor caminho para atacar, enquadrar jogadores com a última linha adversária, e com tempo e espaço(por muito pouco que ele seja) para descobrir um colega e isolá-lo na frente do guarda redes. Existem mil e um movimentos para fazer isso mesmo,  mas a qualidade dos jogadores também conta e muito.

PS:Agradeço desde já ao Jorge pelo convinte e aceitei-o com todo o prazer, pois fala de futebol e com opiniões e argumentos bem formados e sempre na base da discussão saudável. Espero que gostem do que vou escrever por cá, e digam as vossas opiniões nos comentários.

Gonçalo

Anúncios

3 Replies to “Napoli e Arsenal:o uso dos apoios frontais e o princípio do 3 homem”

  1. Bom post Gonçalo.
    Como disse ontem, considero os espaços entre linhas os espaços chaves do futebol. É aí que os jogadores conseguem ter maior preponderância. Permite-lhes ter tempo e espaço para executarem tudo nas melhores condições possíveis.
    Há várias formas de entrar nesses espaços, sendo que às vezes é necessário mesmo “fazê-los aparecer”. As tabelas são a forma mais fácil de ultrapassar um opositor e são uma excelente forma de meter tanto o jogador como a bola entre-linhas. Outra forma de criar esse espaços é através da exploração da profundidade. Podemos ter um jogador a afundar a linha defensiva, com outro a fazer o movimento contrário e a aparecer no espaço deixado. Ou o próprio jogador pode simular a procura da profundidade, fazendo o defesa trocar os apoios e depois mudar rapidamente de direcção, criando assim espaço para ele mesmo.
    Penso que estas são as formas mais comuns de se aproveitarem estes espaços. Mas há muito mais, umas mais complexas, outras mais simples. Aqui entra também a criatividade do treinador e dos próprios jogadores. Mas quantos mais criativos conseguirmos colocar a receber em condições entre-linhas, maior a probabilidade de termos situações flagrantes de finalização.

    Que venham muitos mais posts e que contribuam para o crescimento deste cantinho obscuro da Internet!

    Gostar

    1. Claro Jorge, esses movimentos que enumeraste são os mais normais, mas como disse existem imensos, mas como tudo no futebol, a qualidade dos jogadores é que muda e garante o sucesso desses movimentos. Obrigado e um abraço!

      Gostar

      1. Estava agora mesmo a ler um artigo sobre o modelo de Conte no Chelsea que fala exactamente o principio do terceiro homem que referiste neste post, onde o Hazar e/ou o Pedro funcionam como engodo para que o médio ala Alonso e/ou Moses receba livre no flanco.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s