Lopetegui fora: E agora?

lopetegui-pode-estar-por-dias-no-fc-porto_552895

Ao que parece acabou o tempo de Lopetegui ao comando do Porto. Um treinador que chegou e até começou por agradar, parecendo ter boas ideias, privilegiando um futebol de posse, apoiado. Porém o Basco foi uma desilusão, não apresentando qualidade de jogo, mesmo tendo um dos plantéis com mais qualidade dos últimos anos em Portugal. O seu trabalho foi fraco, sendo que ainda conseguiu bons resultados devido à qualidade individual dos seus jogadores, muito acima da média no campeonato português – exactamente o oposto do que se passa com o Sporting, por exemplo. Lopetegui sai assim pela porta pequena, sob um coro de assobios.

Porto's Evandro Goebel celebrates his goal against Belenenses during their Portuguese Premier League soccer match in Porto

Não falarei mais de Lopetegui, mas falarei sim da sua sucessão. Com a qualidade do plantel portista será fácil obter resultados positivos, que irão aumentar a moral e confiança da equipa que facilmente poderá partir para uma boa recuperação. Mas é extremamente importante conseguir um treinador capaz de aproveitar a qualidade individual dos jogadores. Com pequenas alterações o Porto pode ser o mais sério candidato à vitória no campeonato. Se o Porto arranjar um treinador que perceba que:

  • O espaço central é o mais importante pois é onde estão as balizas. Sendo o objectivo do futebol marcar o maior número de golos possível e sofrer o menor possível, o mais importante é defender a nossa baliza e atacar a adversária. Se forem criadas situações de superioridade numérica na nossa defesa dificilmente marcaram golos e se forem criadas no nosso ataque, em frente à baliza adversária, mais próximos estamos de fazer golo. Ainda assim um bom controlo da largura é importante, bem como alguém que a garanta no ataque.
  • Perceber que é mais fácil ultrapassar adversários em situações de 1×1 e 2×1 do que em situações de 1×2, 1×3… Muitas vezes no modelo de Lopetegui víamos os extremos “sozinhos coontra o mundo”. E como têm muita qualidade, conseguiam ultrapassar essas situações por vezes, mas não sempre. Confiar menos na qualidade individual dos jogadores, mas mais na qualidade de jogo da equipa, na qualidade das combinações e na qualidade do modelo de jogo.
  • Perceber que a posse de bola, por si só, não leva a lado nenhum. É preciso ter posse de bola minimamente objectiva. Muitas vezes víamos o porto a manter a posse de bola sem entrar na área adversária. Parecia que estávamos a ver andebol, como me disseram no outro dia.

Só com estas mudanças, que não são assim tão grandes quanto isso, o Porto subiria de nível.

Não sei quem sucederá a Lopetegui, sei que existem bons treinadores no mercado como Bielsa ou Sampaoli. Mas parece-me que o Porto contratará alguém apenas para acabar a época, começando um novo projecto para a nova época. E tenho a sensação, não sei porquê, que a próxima será Marco Silva quem lá está. E se o ano passado desiludiu no Sporting, este ano no Olimpiakos parece estar a desenvolver um bom trabalho (não vi nenhum jogo, por isso não posso avaliar).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s